Transplante Capilar: Tudo que Você Precisa Saber

Tudo sobre transplante capilar

O que é

O transplante capilar consiste na retirada de uma faixa de cabelo de uma área doadora, geralmente a região occipital (parte posterior) da cabeça, e enxerto dessa citada faixa numa na área de menor densidade de fios, que não mais sofrerá o processo de afinamento dos cabelos. Assim, o objetivo é transplantar uma alta densidade de fios que não cairão no futuro, pois carregarão a herança do local de onde foram retirados.

Quem pode fazer transplante capilar?

Antes do procedimento são avaliados algumas características da área doadora do paciente, como densidade de fios (total de cabelos presente por cm²), elasticidade e volume de pele. Para realizar o referido transplante é necessário que o paciente tenha uma área doadora com uma quantia mínima aceitável de fios.

hairloss-blocker-saiba-mais

Pode haver transplante de cabelo de uma pessoa para outra?

Não, apenas poderá ser transplantado cabelo do próprio indivíduo de uma região para outra. Assim, não há como transplantar cabelo entre indivíduos. Ao serem realizados transplantes de órgãos, o paciente deverá tomar remédios para diminuir a rejeição do organismo. Em se tratando de cabelo, esses mesmos medicamentos tendem a provocar a queda capilar, além de outros efeitos colaterais, o que não justifica a necessidade de um transplante para uma cirurgia de caráter puramente estético.

Transplante capilar: como era antes

No passado, a técnica de implante capilar era baseada no transplante de tufos de cabelo, que eram separados manualmente. Nessa época, os cabelos eram inseridos em pequenos grupos. Atualmente, os fios são introduzidos a partir das chamadas unidades foliculares, e cada uma delas possui 1, 2, 3, ou, no máximo, 4 fios, exatamente como eles são dispostos naturalmente no couro cabeludo.

No método antigo, o resultado não proporcionava naturalidade, ideal almejado nos dias atuais. Além disso, antigamente utiliza-se cerca de 600 fios por sessão, enquanto que nas sessões recentes um cirurgião consegue transplantar cerca de 10 mil fios. Desse modo, é possível cobrir uma área bem maior.

Transplante capilar funciona?

Os fios utilizados durante o transplante são retirados da parte posterior da cabeça, sendo altamente resistentes à queda, já que não são suscetíveis aos efeitos hormonais que redundam na queda do cabelo provocada pela hereditariedade.

Apesar do transplante capilar ser um procedimento definitivo no que tange à queda de cabelo, existem casos raros de pessoas que desenvolvem alopecia cicatricial e acabam sofrendo novamente com a queda capilar. Esse tipo de queda é de origem idiopática, ou seja, sua origem não é conhecida pela medicina, o que dificulta o tratamento. Porém, salvo raríssimas situações, um cabelo transplantado nunca mais irá cair.

Os fios implantados não nascerão de forma imediata. O crescimento ocorrerá apenas após o terceiro ou quarto mês subsequente à cirurgia. Além disso, é importante mencionar que o cabelo cresce 1 cm por mês. Assim, para que o paciente consiga cerca de 2 ou 3 cm de cabelo, serão necessários 6 ou 7 meses. Entretanto, os fios transplantados crescerão normalmente e passarão por todas as fases típicas de um cabelo normal, envelhecendo quando for o caso.

transplante-capilar-funciona

Transplante capilar: como funciona

O procedimento consiste na retirada de uma faixa do couro cabeludo, que é posteriormente subdividida em microscópios apropriados, e são então formadas as chamadas unidades foliculares, que são agrupamentos de fios que serão posteriormente implantados nas áreas calvas.

Por meio de pequenas perfurações, tendo de 0,6 a 0,7 mm de diâmetro, o cirurgião introduz cada unidade folicular separadamente. Dessa maneira, também existe toda uma questão estética relacionada ao desenho da linha anterior, e preocupação com à simetria e equilíbrio. De acordo com o formato do rosto, esse traço é diferente, exibindo reentrâncias com mais ou menos profundidade.

A anestesia é local, e não geral, o paciente recebe um sedativo, adormece e permanece plenamente inconsciente. Em média, o tempo necessário para concretização do implante é de 5 h, mas existem procedimentos que levam, por exemplo, 4 h, e outros que são concluídos apenas após 7 ou 8 horas. O tempo depende prioritariamente da extensão da área a ser transplantada e da experiência técnica da equipe.

Cuidados antes do transplante capilar

Como o transplante capilar se trata de uma cirurgia, devem ser tomados todos os cuidados relacionados a qualquer procedimento cirúrgico, como a realização de exames pré-operatórios, além da operação ter de ser realizada no centro cirúrgico de um hospital.

Transplante capilar: pós operatório

Os resultados do procedimento estão condicionados à experiência da equipe e dos cuidados durante o pós-operatório. No dia seguinte à cirurgia, o paciente já poderá lavar o cabelo e retirar o curativo. Dentro de 48 horas após a cirurgia, o paciente já estará apto a voltar à suas atividades usuais, devendo apenas evitar alguns tipos de exercícios físicos, além de água de praia e piscinas.

Atualmente, é realizada uma sutura denominada tricofítica, na qual é possível inverter a cicatriz para que o cabelo também cresça nessa região. Muitos pacientes têm receio de que o procedimento deixe uma cicatriz visível. No entanto, as cicatrizes são mínimas, proporcionando um resultado estético excelente.

Vale mencionar que quem utilizar prótese capilar sobre o cabelo recém transplantado, poderá acabar prejudicando o nascimento dos novos fios, pois o procedimento é similar ao de uma plantação convencional na terra. Isso significa que o nascimento dos fios poderá atingir porcentagens de 95% a 100%. Por mais que a prótese capilar possa comprometer o transplante, quem as utiliza têm o hábito de mantê-las até que o cabelo nasça.

Geralmente, as mulheres possuem mais recursos para ocultar a calvície, como a realização de determinados penteados (o coque é um bom exemplo) enquanto o cabelo nasce. Ademais, normalmente a mulher não fica totalmente calva, sofrendo apenas uma rarefação que pode ser encoberta com o restante do cabelo.

Técnica do fio longo

Atualmente há também técnica do fio longo, na qual cada um dos fios pode ser introduzido com o comprimento de 3 ou 4 cm. Isso é importante, principalmente nas primeiras duas semanas subsequentes à cirurgia, já que o couro cabeludo pode apresentar uma aparência avermelhada. Para estes casos, o referido método poderá ajudar a ocultar este aspecto. Outra vantagem desse método é que, imediatamente após a cirurgia, o paciente já poderá ter uma ideia de como será o resultado final.

Fonte: http://quedadecabelo.club/implante-de-cabelo/

Qual a sua opinião?

O que achou do artigo? Todas as suas dúvidas sobre o transplante capilar foram sanadas? Caso negativo, qual é a sua dúvida? Pensando em fazer um implante capilar? Quais são seus medos e anseios com relação ao procedimento? Comente abaixo e tentaremos lhe ajudar. Iremos responder a todos os comentários.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *