As 7 Maiores Causas de Queda de Cabelo Feminino

Queda de cabelo em mulheres

A calvície é um problema muito comum entre os homens. Contudo, mulheres também podem sofrer com a queda capilar, trata-se de um processo similar ao que ocorre nos homens. Existe, inclusive, uma classificação dos graus de calvície feminino, a depender da extensão da queda capilar.

Causas da queda de cabelo em mulheres

1) Herança genética

No homem, cerca de 97% dos casos de calvície se deve a hereditariedade. A influência para a calvície androgenética provém dos genes paternos e maternos. A crença de que um determinado indivíduo é calvo devido exclusivamente a algum membro do lado materno ter o mesmo problema é um mito. Isso porque os seres humanos possuem um conjunto de genes herdados dos pais, com a participação de 50% de cada um.

hairloss-blocker-saiba-mais

2) Alopecia por tração

Outra causa relativamente comum de perda de cabelo nas mulheres é a tração exercida sobre os fios. É comum que muitas mulheres penteiem os cabelos e os prendam para trás, mantendo-os extremamente esticados. Nestes casos, a mulher ficará propensa a desenvolver um tipo de doença capilar chamada alopecia por tração. Essa tensão exagerada pode culminar no enfraquecimento do fios e posteriormente em sua queda.

queda-de-cabelo-em-mulheres

3) Excesso de química

É importante prezar pela qualidade dos tratamentos capilares, seja na hora de tingir os cabelos ou durante qualquer outra terapia capilar. Quando os procedimentos são bem feitos e sem exageros, eles podem ser repetidos por muitos anos sem que prejudiquem os fios.

Por outro lado, o excesso de química pode, de fato, acarretar a queda de cabelo. Devido a isso, não raro muitas pacientes que se submetem à cirurgia de transplante de cabelo são orientadas a não mais pintarem seus fios. Há de se ter em mente que, pode ser mais interessante ter fios grisalhos e volumosos do que um cabelo tingido mas fino.

O período no qual o cabelo acaba se tornando grisalho também é genético. Existe o pensamento de que homens com cabelo grisalho são charmosos, mas essa mesma ideia também pode ser estendido para as mulheres. O aparecimento de celebridades masculinas com cabelos brancos e que não pintem suas madeixas acaba influenciando outros homens a fazerem o mesmo. Já entre as mulheres, é mais comum que as celebridades tinjam os cabelos. Logo, a sociedade toma isso como um padrão de beleza.

4) Seborreia

A seborreia é uma denominação designada à caspa. Trata-se de uma doença que afeta não apenas o couro cabeludo, mas também pode se manifestar em outras partes do corpo, como fronte, sobrancelhas e imediações do nariz. Assim, a dermatite seborreica pode surgir em diferentes regiões corporais, podendo ser intensificada durante períodos de estresse.

Quando a doença acomete o couro cabeludo e ocorre especificamente em pessoas que tenham propensão à queda capilar, ela poderá amplia-la. Contudo, se, de uma forma geral o couro cabeludo for saudável, a seborreia não irá proporcionar a perda de cabelo. Alguns pacientes possuem dermatite seborreica crônica, que apresenta fases distintas de intensificação do problema. Existem tratamentos para controlar o problema, como aplicação de corticoides e ocasionalmente uso de medicação oral, que devem sempre ser receitados por um dermatologista.

5) Alopecia cicatricial

Existem doenças do couro cabeludo que são dificílimas de tratar. Há casos raros, como a chamada alopecia cicatricial. Nessas situações, o paciente começa a perder os fios gradativamente. No local de queda do cabelo começam a se formar cicatrizes, sobre as quais o cabelo não nasce mais.

6) Obesidade

Mulheres com sobrepeso produzem mais hormônio masculino, resultante da maior conversão de gordura, o que também poderá gerar queda capilar. Nestes casos, ao tratar a obesidade, o problema associado à queda de cabelo também tende a ser diminuído. Existem diversos aspectos interligados, mas a base é antiandrógena.

7) Outras causas

Além da genética, várias outras causas podem levar à perda de cabelo nas mulheres. Alguns desses fatores são: anemia, doenças vinculadas à glândula tireoide, desnutrição, distúrbios hormonais, entre outros. A mulher também poderá sofrer queda capilar no pós-parto devido ao eflúvio telógeno, ou em uma fase mais estressante para a gestante. Situações como essas podem ocasionar uma perda de cabelo reversível.

Sua vez:

E você, sofrendo com a queda de cabelo? Já sabe qual das causas acima está levando à queda de seus fios? Já fez algum tratamento para contê-la? Conte pra gente nos comentários. Responderemos a todos os comentários!

2 Comments

  1. Peguei piolho no colégio que trabalhava e usei um remédio para matar os piolhos. Uns três dias depois pintei os cabelos. Não tive nada no momento, mas após 3 meses pintei novamente os cabelos e nesse momento ele caiu aos tufos. Foi então que pedi ao meu marido o vinagre e joguei no cabelo. Na hora parou mas passou a cair assustadoramente . Usei minoxidil e um comprimido durante um mês e ele parou mas agora após um ano começou tudo novamente. Que faço ???

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *